EM COLETIVA DE IMPRENSA, LEONARDO BESSA FALA SOBRE SUA SUBSTITUIÇÃO NA PRODUÇÃO DO CD DA SÉRIE A


Salve, salve!bessa

Em coletiva de imprensa realizada na noite desta sexta-feira no Bar da Manchete – Cidade Nova – o cantor, compositor e produtor Leonardo Bessa reuniu os principais meios de comunicação voltados para o Carnaval, para falar sobre sua substituição na produção do CD dos sambas de enredo da Série A do Carnaval carioca. Laureado com o Disco de Ouro inédito para a categoria em 2015, Bessa, que ao lado do co-produtor Chico Frota, esteve à frente da produção do compacto por 20 vezes comentou o episódio.

– Fui pego de surpresa com esta notícia. Estávamos trabalhando neste projeto há bastante tempo e, a cada ano, com uma surpresa sempre muito bem recebida pela crítica especializada. Prova disto foi o Disco de Ouro para a Série A, algo inédito no gênero.  Fui chamado há duas semanas para uma conversa com o presidente da Lierj, onde fui informado que a entidade havia recebido uma nova proposta e que ela estava sendo estudada. Argumentei, querendo até fazer uma contra-proposta, já que o calendário e todo o planejamento para as gravações estava pronto e aprovado desde maio, mas ficaram de me convocar para conversar, o que não foi feito, explicou Bessa.

A notícia de que as negociações não avançariam e de que seria substituído por Ivo Meireles, quem produziu o CD de 2009, tem tom de déjà vu para o produtor que, embora confesse estar chateado com a dispensa, rechaça qualquer sentimento de frustração em relação ao trabalho ou à própria Lierj.

– Sou profissional , este filme já aconteceu e sabemos que o resultado não foi satisfatório. Não se produz um CD em 1 mês, muito menos um DVD, que é a atual proposta da nova equipe de produção. Este é um trabalho que alcançou um patamar de qualidade que é preciso manter para não haver um retrocesso e torço para que isto permaneça. Reitero aqui que o problema não é a dispensa e sim como ela foi feita, sem qualquer tipo de satisfação a uma equipe que trabalhou nas maiores adversidades até chegar ao recorde de vendas, comentou Leonardo.

O produtor ressaltou também que tanto a Lierj quanto sua equipe de produção já vinham estudando fórmulas para a execução do DVD, porém, devido aos custos da produção, este seria um projeto para o futuro.

– Tentei argumentar e perguntar se a questão seria somente o DVD pois estava disposto a tentar realizar, assim como o fiz em 2010, sem recursos, buscando parceiros. Não foi possível, infelizmente. Só temos agora é que olhar para frente e desejar que tudo saia bem e que a qualidade se mantenha, finalizou Leonardo, que não descartou ouvir novas propostas da entidade no futuro.

Curta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s