MARQUÊS NOS BARRACÕES: FALANDO DAS MARCHINHAS, PORTO DA PEDRA PRETENDE GANHAR OS CORAÇÕES NA AVENIDA


Salve, salve!porto-da-pedra-3

O MARQUÊS DA FOLIA visitou o barracão da Unidos do Porto da Pedra, que fica localizado na Via Binário, no Rio, e lá conversou com o carnavalesco da escola, Jaime Cezário, que vai pro segundo Carnaval à frente da agremiação.

“A Porto da Pedra é uma escola muito forte. Depois um ano passado complicado, quando cheguei aqui faltando pouco tempo para o Carnaval, a gente conseguiu terminar em 4º, apesar das pessoas nos colocarem apenas brigando contra o rebaixamento antes do desfile. Esse ano, estamos melhor organizados e já somos apontadas como uma das favoritas. Isso mostra a força da escola. Estamos trabalhando duro para levar a Porto da Pedra de volta ao Grupo Especial.” – disse Jaime.

Contando um enredo leve e divertido, que fala sobre as marchinhas do Carnaval de rua e de salão, a Porto da Pedra terá o seu desfile apresentado em quatro setores diferentes.

“Foram quase mil marchinhas que eu tive que pesquisar e a gente elaborou o nosso desfile em quatro momentos. O primeiro fala do Amor e Folia, que aborda o triângulo entre Pierrot, Arlequim e Colombina. Que é mais ou menos a nossa chegada no carnaval de rua, onde acontecem as paqueras, os flertes, onde as pessoas se encantam umas pelas outras e querem aproveitar aqueles dias de folia. No segundo quadro aparece o deboche e o politicamente incorreto, onde a gente brinca com a “Cabeleira do Zezé”, a “Maria Escandalosa”, a “Maria Sapatão”. No terceiro setor aparecem as falcatruas políticas, com “Também quero roubar”, “Tomara que chova”, “Retrato Velho”, “Me dá um dinheiro aí”. O carro desse terceiro momento é uma brincadeira com Brasília, ele vem cheio de bananas, com políticos roubando nosso dinheiro e o Japonês da Federal atrás. Em sequência vem a Turma do Funil com a cachaça na mão já bastante bêbados viajam das “Touradas de Madri” ao “Deserto do Saara” cantando “Alalaô”, até que um grita “Bota a Camisinha”. Finalizamos com aquelas marchinhas que são mais características do final do carnaval de rua e dos salões, aquelas que caem o ritmo, como “Estão Voltando as Flores”, “Cidade Maravilhosa”, terminando com “Bandeira Branca”. Na última alegoria uma grande homenagem ao Rio de Janeiro, a cidade que nos presenteou com os Ranchos, as Escolas de Samba, os Blocos e as Marchinhas. Neste último carro vem o Pedro Ernesto, presidente do Bola Preta, e João Roberto Kelly, maior compositor de marchinhas vivo” – contou o carnavalesco.porto-da-pedra-2

Recentemente, a Porto da Pedra se viu envolvida em uma polêmica, quando algumas pessoas se manifestaram contra as marchinhas politicamente incorretas, tendo algumas pessoas inclusive solicitado que a escola não colocasse elas no enredo.

“As marchinhas sempre foram politicamente incorretas e é justamente por isso que elas são maravilhosas e divertidas. Elas existem pra fazer a gente brincar, se divertir, esquecer dos problemas e das chatices que a gente tem que enfrentar o ano inteiro. Carnaval é festa pra você se acabar nos quatro dias e depois voltar à realidade. Quem tá pegando no pé disso tem que fazer uma reflexão e ver se realmente gostam de Carnaval ou se querem ser políticos. Se quiserem ser políticos, vão pra política e não venham encher o saco de quem gosta de Carnaval.” – disse Jaime

Confira outros barracões visitados pelo MARQUÊS!

A Porto da Pedra usou a criatividade para vencer a crise e estará levando um show de alegria e divertimento para a Sapucaí, como contou o próprio carnavalesco.

“O período de vacas magras na Série A na realidade é todo ano. Acontece que este ano as vacas estão magérrimas. Aí tem que valer sempre a mão do carnavalesco e a sua criatividade. Fazer do material mais barato um material luxuoso. Aqui na Porto da Pedra estamos trabalhando com o feltro, pastilhado e muito espelho. Eu amo pluma, brocado, galão, mas não dá pra criar um desfile cercado de luxo e a escola não ter condições de executar. Na Série A temos que fazer um projeto que seja viável ao ponto de ir pelo menos 90% para a avenida. A escola dará um show de criatividade, um show de alegria, um show de divertimento. As ricas serão outras, a nossa quer conquistar o seu coração, como diz o enredo.” – apontou o artista.

porto-da-pedra

Quem quiser saber como vem o Tigre de São Gonçalo para o desfile, vai ter que esperar até o próximo sábado para conferir.

“O Tigre vem inserido no enredo. Mas é segredo, só vamos revelar na avenida! (risos)” – falou o carnavalesco.

A Unidos do Porto da Pedra será a última escola a desfilar no sábado de Carnaval, fechando assim os desfiles da Série A 2017. A Vermelho e Branco de São Gonçalo levará para a Sapucaí o enredo “Ó abre-alas que as marchinhas vão passar! Porto da Pedra é quem vai ganhar… seu coração!”.

por Felipe Araujo

Curta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s