MARTINHO DA VILA É O ENREDO DA UNIDOS DO PERUCHE PARA 2018


Salve, salve!

A escola de samba Unidos do Peruche bateu o martelo sobre o seu enredo para 2018. A agremiação do Bairro do Limão levará para o Anhembi uma homenagem ao sambista Martinho da Vila.

Martinho da Vila já tem uma ligação com o carnaval de São Paulo. Foi de uma de suas músicas que surgiu a ideia do nome da escola de samba Tom Maior  (“Vai ter de amar a liberdade, só vai cantar em Tom Maior, vai ter a felicidade de ver um Brasil melhor…”). A Tom também fez uma homenagem à ele em 2009, dentro do enredo sobre Angola, proposto pelo próprio Martinho. Agora é a vez do Peruche fazer uma homenagem à vida e obra do artista.

O MARQUÊS conversou com o presidente Sidney de Moraes, que se mostrou bastante feliz e empolgado com o tema da sua escola. O presidente falou como surgiu a ideia da homenagem ao sambista de Vila Isabel.

“Estou bem contente com essa escolha de enredo. A gente tem um amigo no Rio, que comercializa uns produtos carnavalescos pra gente e ele que fez essa ponte nos apresentando o carnavalesco Gebran Smera, que é próximo do Martinho e nos trouxe essa proposta de enredo sobre ele.” – falou Sidney.

O presidente do Peruche esteve no Rio esta semana, onde conheceu e conversou com Martinho e fecharam o acordo pra 2018. Segundo o mandatário, a recepção da ideia por parte do cantor foi a melhor possível.

“Eu conhecia o Martinho dos shows que ele fazia, sempre fui fã do trabalho dele, mas nunca tinha tido contato com ele até essa semana, quando fizemos uma reunião com ele, que ficou muito feliz com a possibilidade da homenagem. Inclusive, me contou que tem um carinho especial por São Paulo, porque a carreira dele começou aqui. Pensavam que ele era paulista e ele tinha que explicar que era lá de Vila Isabel.” – disse o presidente.

Nos últimos anos, o Peruche tem optado por levar temas com características mais populares para a avenida. Foi assim nos últimos carnavais, quando falou do centenário do Samba, Salvador e agora com uma homenagem a um grande sambista. Para o presidente Ney, são temas com a cara da escola, que tem tudo para levá-la a um outro patamar.

“Eu peguei a escola numa situação complicada, ainda no Acesso. A gente vem batalhando sem patrocínio em todo esse período. Mas isso tem um lado bom, porque a gente fala do enredo que quiser. Já chegou gente aqui oferecendo valores pra falarmos da batata, mas não dá né? A gente procura ir por essa linha de enredos que tenham mais a cara do Peruche. A gente fala daquilo que a gente entende. E depois de se manter no Especial por dois anos seguidos, tá na hora de sonharmos com vôos mais altos, até quem sabe voltar nas Campeãs. Porque não?” – falou Ney.

Em 2018 a Unidos do Peruche levará para o Anhembi o enredo “Peruche é o negro rei…80 anos de Martinho da Vila”, que será desenvolvido pelo carnavalesco Mauro Quintaes, anunciado esta semana pela agremiação. 

por Felipe Araujo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s