ALEX COUTINHO É O NOVO COORDENADOR ARTÍSTICO DA UNIDOS DE BANGU


Salve, salve!

A Unidos de Bangu está em pleno vapor rumo ao Carnaval de 2018. Com um quadro renovado de profissionais para desenvolver o enredo “A Travessia da Calunga Grande e a Nobreza Negra no Brasil”, que será desenvolvido pelo carnavalesco Cid Carvalho, a vermelho e branco da Zona Oeste anunciou a contratação de mais um reforço para o comando da sua coordenação artística. Trata-se do coreógrafo Alex Coutinho, que será o coordenador artístico das musas da agremiação.

Acumulando funções de diretor de passistas da Paraíso do Tuiuti e da Unidos do Cabuçu, diretor artístico do projeto social “Aos Passos do Paraíso”, diretor artístico do projeto “Samba Show Internacional”, Alex Coutinho recebeu o convite do presidente Marcelo do Rap e aceitou prontamente, acrescentando que chegou para somar e ajudar a escola a conquistar seu objetivo: o título do campeã em 2018, no desfile da Marquês de Sapucaí.

Natural da cidade de Cambuci, no interior do Rio de Janeiro, ele chegou para residir na Cidade Maravilhosa aos 12 anos e, já aos 13, iniciou sua trajetória no projeto de Mestre-Sala e Porta-Bandeira da Pimpolhos da Grande Rio.

A convite de um amigo foi visitar a quadra da Paraíso do Tuiuti, sendo a primeira escola que desfilou como passista em 2003, com o enredo sobre a vida do pintor Portinari e, de lá para cá, passou por diversas agremiações do Grupo Especial, Série A e demais séries da Intendente Magalhães, entre elas a Unidos da Tijuca, Unidos de Vila Isabel, Acadêmicos da Rocinha, Acadêmicos do Cubango, Porto da Pedra, União da Ilha, Acadêmicos do Salgueiro, entre outras e, com estas passagens, tornou-se o profissional de hoje conquistando seu espaço e exercendo com primor o seu trabalho.

Alex desenvolve ainda um trabalho de destaque e se dedica a recriar passistas há anos na Paraíso do Tuiuti. Por esse motivo, em 2008 foi convidado pelo presidente da azul e amarelo, Renato Thor, para dirigir a ala de passistas.
Segundo o novo coordenador, o desafio foi muito grande pela falta de maturidade do trabalho e de idade, porém aos poucos se encontrou dentro da profissão e completou 15 anos de escola e oito à frente da ala de passista, que ao longo dos anos tem crescido muito e colecionando diversas premiações. Tanto que, em 2016, recebeu oito premiações: Samb@Net, Prêmio Jorge Lafond, Gato de Prata, entre outros.

Atualmente, Alex Coutinho trabalha como direror artístico e comanda o projeto “Aos Passos do Paraíso”, que ensina técnicas de samba no pé para iniciantes e, através do projeto, de seu trabalho e dedicação ao mundo do samba, já viajou para nove países: França, Suécia, Finlândia, Polônia, Inglaterra, Peru, Chile, Argentina e Uruguai. Ele é um dos fundadores e lider de uma ala que trará do exterior grandes passistas que trabalham pelo mundo com a arte de sambar. Além de amar e trabalhar com samba, o diretor já coreografou comissão de frente e desfilou em carros alegóricos.

Em sua chegada à Unidos de Bangu, ele deixa a seguinte mensagem como lema de sua vida: “Temos que viver a vida na intensidade que ela merece e se for necessário, arriscar e amar o que se faz. E se for fazer, que o faça com o seu melhor. O meu melhor e ser SAMBISTA!”, ressaltou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s