Arquivos da Categoria: Colunas

COLUNA DO LEANDRO SANTOS: UMA CARTA AOS GUERREIROS DO SAMBA!

  Aos guerreiros do samba, mais um ano, mais um ciclo se fechando… Parabéns a todos nós! Muitos estão comentando por aqui que o carnaval irá começar, discordo, na verdade ele está quase terminando. Quem vive o samba intensamente sabe bem do que estou falando, um ciclo de 8 meses de ensaios, gravações, disputas de samba, shows, reuniões, estresses, tensões,

Ler mais

COLUNA DO LEANDRO SANTOS (Nº 05)

O momento tão esperando está chegando Hoje venho aqui primeiramente agradecer a todas as parcerias que escreveram suas obras na primeira escola de samba do Brasil, e abrilhantou todas as sextas feiras a disputa de samba no berço do samba, o empenho dedicação sem igual de cada um envolvido foi sem igual, aos que ainda continuam parabenizo por estarem fazendo

Ler mais

COLUNA DA EVELYN BASTOS (Nº 05)

Quadril solto em São Paulo… Eternizo em minha mente ilustres sambas nos pés de Aldione, Fabiana Oliveira, Nilce Fran… Me encanto ao ver Egili (baiana, passista do salgueiro), Julyana Clara (musa da mangueira), Dominyk Melo (passista da Mangueira), Fernanda Dao (musa da mangueira), Clara paixão (Princesa corte do RJ) e Cris alves (Rainha da Cubango) sambando com seus gingados dignos

Ler mais

COLUNA DA RUTE ALVES (Nº 05)

O meu lugar é caminho de Ogum e Iansã Quando me apaixonei pela arte e comecei a dançar, o “lugar” do primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, era na frente da bateria, e era visto como lugar “imexível” Algumas agremiações optavam por colocarem, terceiro, quando tinham, segundo e primeiro casal, nessa ordem, outras , primeiro, segundo e terceiro, mas o

Ler mais

COLUNA DA EVELYN BASTOS (Nº 04)

Veneradas… E entre tantas fascinações que os carnavais nos concedem, uma das principais é poder sentir o pulsar do coração a cada girar delas que nos encantam e, com o mesmo carinho de uma mãe, tratam o povo do samba com o maior carinho possível… Donas de histórias sofridas e guerreiras… Donas de “mão cheia” que cozinham como ninguém… Donas

Ler mais

COLUNA DA RUTE ALVES (Nº 04)

O Sexto Olhar   Com toda essa mudança no nosso carnaval, surgiram funções e cargos que até bem pouco tempo não existiam, e uma dessas funções, é o ensaiador, ou coreógrafo de casais de mestres-salas e portas-bandeiras. Desde que comecei no carnaval, ouvi falar no inesquecível Dalmo José, que ensaiava crianças e jovens da comunidade da Mangueira. Liguei para o

Ler mais
« Entradas mais Antigas